Skip to Content

LISÍSTRATA


Poster_Lisístrata

 
Data de Estreia — 13 de Dezembro 2013
Local — Antigo Matadouro Municipal de Santa Maria da Feira
Classificação Etária — M/12
Direção e Construção do Guião — Lee Beagley
Apoio de Escrita e Tradução — Lee Beagley, Cecília Ferreira, Filomena Gigante e José Topa
Interpretação — Cecília Ferreira, Filomena Gigante, Joana Magalhães, José Topa, Vítor Gomes, Xana Miranda, Maria de Nazaré Ribeiro, Maria Deolinda Ribeiro, Maria de Lourdes Rodrigues, Ermelinda Leal, Ema Santos, Olga Santos, Laura Gomes, Joana Moreira, Cristina Leal, Ana Raquel Almeida, António Rodrigues, Alcides Pinto, Ricardo Couto, António Leal, Tiago Pereira, João Pereira, César Santos
Música — Bernardo Soares, Ricardo Casaleiro, ARua’Da
Cenografia — Produções Suplementares, Teatro a Quatro, Saltarellus
Figurinos — Rita Fernandes
Som — Miguel Guerra
Produção Executiva — Xana Miranda
Produção Teatro a Quatro — Joana Magalhães
Colaboração dos alunos do 3ºano do Curso de Teatro da ESMAE no âmbito do protocolo assinado entre a ESMAE e o Festival Imaginarius

Lisístrata

A Grécia está com problemas: a guerra interminável está a esvaziar a cidade. A população está a envelhecer com o envio sistemático de jovens para a guerra. A cidade está falida. Precisa de dinheiro, precisa de esperança, precisa de mais jovens para combater.

Na Acrópole, no matadouro sagrado, os sacerdotes clamam por paz, e as cerimónias sacrificiais são cada vez mais e mais grandiosas. Há que mudar qualquer coisa, mas haverá alguém ainda para fazer a mudança?

Sob a liderança de Lisístrata, uma mulher de coragem e engenho, surge uma nova política. O plano de Lisístrata é submeter a população masculina e, ao mesmo tempo, terminar com o fornecimento de filhos para a guerra. A ideia é pôr fim a qualquer atividade sexual por parte das mulheres, até que os maridos e amantes prometam a paz.

Lisístrata é uma marcha caleidoscópica através das múltiplas faces da guerra, do ponto de vista de quem fica em casa: as mulheres, os velhos e os soldados reformados. Lisístrata é uma história cómica num mundo trágico – história intemporal repleta de um sentido de humor moderno. Sagaz e rude; musical, dinâmica e provocadora – cria esperança num mundo em que as pessoas se riem das suas estupidezes.

A convite do Festival Imaginarius surge este espectáculo que reflecte colaboração entre as Produções Suplementares, Teatro a Quatro e Fórum Ambiente e Cidadania, reúne os talentos musicais e visuais dos criadores de Comboio Fantasma, no Festival Imaginarius 2011, de Chave Invisível, na Academia de Música de Vilar do Paraíso, e Divididos (Rei Lear) e de actores locais, ARua’Da e Saltarellus.